terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Não sou sempre flor. 
Às vezes espinho me define tão melhor.
 Mas só espeto os dedos de quem acha que me tem nas mãos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário